ALGUMA COISA MUDOU EM MIM – CLARA BACCARIN

|SENHORAS OBSCENAS
Por Clara Baccarin

 
e já não tenho mais ombros para carregar
o peso do inquisidor olhar do Pai
e já não tenho mais corpo
para estar nos castelos de outros devaneios
e já não tenho presença
para ocupar jardins bem aparados
já não tenho digitais
para imprimir nas máquinas
que aprovam a taxa de salubridade
da minha carne agritóxica

arisca como quem não cai
nos velhos truques
de afetos exigentes
com consequente
prisão de almas
como quem desconfia
do que não seja amor
em estado frouxo
livre para ser
ou não ser

no entanto
excedo e emano
calor e gozo
abençoando
todos os cantos
onde eu posso me demorar
em ser
e onde encontro
portas abertas
para sair

_______________________
Clara Baccarin
 é poeta do interior paulista. Formada em Letras e mestre em Estudos Literários pela Unesp, publicou os livros: Castelos Tropicais (romance, Editora Chiado), Instruções para Lavar a Alma (poesia, publicação independente), Vibração e Descompasso (crônicas, Editora Laranja Original). Em 2019, lança seu segundo livro de poemas, Vísceras (Editora Patuá), contemplado com o edital de poesia do ProaC. Seu livro Instruções para Lavar a Alma recebeu o prêmio Guarulhos de Literatura 2017.